"Porque a gente tem que sofrer quando ama? É meio que uma regra. Porque amar dói."
- Cinara Gomes   (via infinita-obsessao)

(Fonte: flagelar, via infinita-obsessao)

"A moça levanta e segue em frente. Não por ser forte, e sim pelo contrário: Por saber que é fraca o bastante para não conseguir ter ódio no seu coração, na sua alma, na sua essência. E ama, sabendo que vai chorar muitas vezes ainda. Afinal, foi chorando que ela, você e todos os outros, vieram ao mundo."
- Dom Casmurro (via re-amar-te)

(Fonte: filho-do-rei, via re-amar-te)

"Adeus, vou sentir muita saudade. Depois, menos. E depois, nada."
- Os Simpsons.  (via subtraido)

(Fonte: diadsol, via eovagabundo)

"Alguém entra na sua vida, rouba seu tempo, destrói sua confiança, agride sua auto-estima, estilhaça o pouco que resta da sua confiança no amor… E sai ileso."
- Cazuza. (via readmitir)

(Fonte: tatiibernardi, via readmitir)

"Quando tá escuro e ninguém te ouve. Quando chega a noite e você pode chorar."
- Lanterna dos Afogados (via re-amar-te)

(Fonte: enflorarme, via re-amar-te)

"Há sempre coisas queimando, rasgando você. Mulheres. Homens. Amigos. Tudo."
- Charles Bukowski (via readmitir)

(Fonte: desalentou, via readmitir)

"Por muitas vezes cheguei a acreditar que você me amasse de verdade, que dessa vez seria diferente e que eu nunca mais precisaria chorar por me enganar com alguém, e por algum tempo foi assim, você veio, fez delirar com todo o amor que me prometeu, mas depois deixou sem explicações, motivos ou justificativas, e agora todo amor que um dia foi fonte de profunda felicidade, hoje é a principal fonte da absoluta tristeza e desilusão. Construí com base nas minhas ilusões e verdades, agora desmoronam sobre mim, mostrando que aquele “pra sempre” que tanto sonhei teve um fim."
- Feelings of Muller  (via sintoso)

(Fonte: sintoso, via sintoso)

"E ela, então, chorou alto, convulsamente, sob muitos tormentos reunidos e confusos, e as pessoas se desfizeram diante dela, como estátuas de cinza, e a casa ficou vazia, sem mais braços, sem mais rostos, sem mais vozes certas. Sozinha ela existia entre as coisas imóveis, que talvez lhe falassem, se pudessem, e a abraçassem, se não estivessem presas na sua forma. Sozinha ela existia - com as cadeiras, os espelhos, as paredes, as nuvens, o sol…
Era assim."
- Cecília Meireles  (via ultimosonho)

(Fonte: companhiadaspalavras, via ultimosonho)